Munícipe reclama de fezes de animais em praças públicas e Ícaro faz indicação

Munícipe reclama de fezes de animais em praças públicas e Ícaro faz indicação

O munícipe relatou que muitas pessoas vão passear nas praças e não recolhem as fezes de seus animais de estimação

Preocupado com a limpeza das praças públicas e com a saúde das pessoas que frequentam esses locais, o munícipe Edimarcio Morais entrou em contato com o vereador Ícaro Francio Severo (PSDB). A reclamação aponta que muitas pessoas passeiam com seus animais de estimação e não recolhem as fezes do passeio público.

“Diariamente vemos os animais defecando e urinando nas gramas onde as pessoas passam, e, principalmente, onde as crianças estão brincando”, relatou Edimarcio. Tal situação é preocupante, já que o contato com esses dejetos pode causar doenças.

De acordo com o médico veterinário Lucas Guimarães Rodrigues Alves (CRMV nº 5544), o contato de humanos com as fezes e urina de animais de estimação pode causar, principalmente, as seguintes doenças: toxoplasmose (conhecida popularmente como “doença do gato”), e larva migrans (conhecida como “bicho geográfico”).

“A toxoplasmose é muito perigosa para as mulheres gestantes, pela possibilidade da transmissão para o feto, o que pode causar sequelas neurológicas e oculares da criança”, salientou o veterinário. “Já a larva migrans acomete, principalmente, as crianças. A larva adentra o organismo por meio de lesões na pele, em especial pelos pés e mãos que estão em maior contato com o solo”.

A sugestão de Edimarcio foi de que o vereador apresentasse um projeto de lei que proíba as pessoas levarem animais de estimação para passear em praças públicas, assim como acontece em outros municípios como Recife, São Luiz do Maranhão e Florianópolis. Por outro lado, Ícaro avalia que o melhor caminho é a conscientização das pessoas.

“Caso uma lei como essa entrasse em vigor em Sinop, toda uma estrutura precisaria ser criada para fiscalizar essa situação. Isso porque, atualmente, quem seria o responsável por essa fiscalização? Será que temos hoje esse efetivo disponível? Ou seja, teríamos que criar toda uma estrutura, o que incorreria em vício de iniciativa”, ponderou o vereador.

Ícaro também lembrou que, para não ser caracterizado como vício de iniciativa, o projeto de lei teria que “autorizar o Poder Executivo a fiscalizar” essas situações, o que não resolveria o problema relatado pelo munícipe.

Visando a conscientização das pessoas, Ícaro apresentou a Indicação nº 214/2019. A proposta sugere a instalação de placas em praças públicas que apontem a necessidade de os munícipes recolherem as fezes de seus animais de estimação. “Essas praças são movimentadas. Penso que os munícipes, ao verem essas placas e perceberem que várias pessoas estão à sua volta lhe observando, ficarão constrangidos caso não recolham esses dejetos”, argumentou Ícaro.

A Indicação foi aprovada ontem (22) pela Câmara Municipal de Sinop, durante a 11ª Sessão Ordinária, e será encaminhada à prefeita Rosana Martinelli (PR), com cópias ao secretário de Trânsito, Roberto Trevisan, e à secretária de Meio Ambiente, Ivete Mallmann Franke.

Weslley Mtchaell – Assessor de Imprensa

Enviar mensagem
Precisa de ajuda?
Olá, tenho uma dúvida!