Pais pedem travessias elevadas próximo à EMEB Jurandir

Pais pedem travessias elevadas próximo à EMEB Jurandir

Junto a isso, Ícaro indicou a necessidade de construir calçada no entorno da Escola Municipal de Educação Básica Jurandir Liberino de Mesquita

Depois de visitar e solicitar melhorias para a Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Jurandir Liberino de Mesquita, localizada no Jardim das Violetas, o vereador Ícaro Francio Severo (PSDB) atendeu, também, uma solicitação dos pais dos alunos, que visa trazer mais segurança na chegada e saída das crianças.

Na Indicação nº 108/2018 o vereador indicou a necessidade de construir duas travessias elevadas de pedestres, sendo: uma na entrada principal da EMEB Jurandir, situada na Rua das Violetas; e outra próximo a um portão lateral da unidade, situado na Rua das Canforeiras.

Essa indicação atende o pedido de pais dos alunos e profissionais da unidade. O que eles solicitam é mais segurança no trânsito nas proximidades da escola, para que os mais de 700 alunos possam ir e voltar das aulas sem correrem o risco de se envolverem em acidentes”, justificou Ícaro.

De acordo com a diretora da escola, Márcia Terezinha da Silva, acidentes já foram registrados em frente à unidade. “Infelizmente vários acidentes já foram registrados aqui na frente da nossa escola, até porque a Rua das Violetas é muito movimentada. Não foi nem uma nem duas vezes que os Bombeiros já foram acionados para atender vítimas de acidentes e nenhuma providência foi tomada. Esperamos que essa indicação do vereador seja atendida, trazendo segurança a todos”, disse.

Construção da calçada

Na mesma indicação, Ícaro apontou a necessidade de construir calçada no entorno da EMEB Jurandir. Conforme já divulgado, apenas a entrada principal da escola possui calçada, o que evita o acúmulo de lama no período chuvoso.

Com o receio de caírem e se sujarem na lama que acumula nesse perímetro em que não há calçada, os pedestres se arriscam e caminham às margens das ruas, dividindo espaço com carros estacionados e veículos que passam por ali. “Isso também é outro fator que oferece risco de acidentes, não só com os alunos, como também com qualquer pedestre que passe por ali”, acrescentou o vereador.

Sem a utilização desse espaço que seria destinado aos pedestres, alguns moradores das proximidades depositam entulhos, galhos de árvores, grama e restos de construção civil. Márcia avalia que, “com a calçada, os moradores utilizariam o espaço para caminhadas, corridas, e não para depositar entulhos”.

Todas essas reivindicações foram encaminhadas ao prefeito em exercício, Gilson de Oliveira (PMDB), com cópias ao secretário de Obras, Lúcio Silva, e ao secretário de Trânsito, Mauro Garcia.

Weslley Mtchaell – Assessor de Imprensa

Enviar mensagem
Precisa de ajuda?
Olá, tenho uma dúvida!