Abaixo-assinado pelo fim da concessão do serviço de água e esgoto chega a 10 mil assinaturas

Abaixo-assinado pelo fim da concessão do serviço de água e esgoto chega a 10 mil assinaturas

Valores abusivos cobrados pela concessionária Águas de Sinop. Essa é a principal reclamação das mais de 10 mil pessoas que assinaram o abaixo-assinado. Idealizada pelo vereador Ícaro Francio Severo (PSDB), a petição pede que a Prefeitura retome os serviços de água e esgoto em Sinop.

Inicialmente, a petição foi lançada apenas na plataforma digital. Como muitas pessoas não possuem acesso à internet, ou até mesmo não conseguem utilizar um computador para realizar a assinatura digital, Ícaro lançou a petição em papel, para coletar assinaturas manualmente.

A primeira coleta de assinaturas ocorreu na Praça Wagner Bregonci (P-25), em frente à Paróquia São Francisco de Assis. Na oportunidade, mais de 1 mil assinaturas foram coletadas durante todo o dia, com o apoio de assessores e da voluntária Ana Cristina. Vários moradores mostraram suas contas de água. A imagem abaixo mostra uma fatura que passou de R$ 72,60 para R$ 247,90, sem qualquer tipo de fundamento ou justificativa da empresa. Assim como essa, várias outras contas foram apresentadas.

O segundo sábado de coleta aconteceu, durante todo o dia, em frente à Paróquia São Cristóvão. No período da manhã, estiveram presentes, também, os vereadores Adenilson Rocha (PSDB) e Dimair Callegaro (PSDB). Outras 1 mil assinaturas foram coletadas, com o apoio do voluntário Renan Rocha.

Atendendo ao chamado de moradores, o terceiro sábado de coleta foi no bairro Daury Riva. Com o apoio do voluntário José Aparecido e com a locução do radialista Jorge de Paula Filho no carro de som, 1,1 mil pessoas assinaram a petição.

Depois de uma reunião e visitas na região do bairro Menino Jesus I, ficou definido entre o líder comunitário Cleomar Immich e alguns vereadores que a próxima coleta seria realizada próximo ao viaduto do São Cristóvão. Com o apoio dos vereadores Leonardo Visera (PP) e Luciano Chitolina (PSDB) – bem como com as respectivas assessorias destes gabinetes –, e com a locução e divulgação do sr. Ademir do Som, mais de 1,2 mil assinaturas foram coletadas.

“Estamos pagando R$ 25,50 na água, enquanto em Pedra Preta (MT) paga-se R$ 15,30 e em Lucas do Rio Verde (MT), R$ 16,70. Da mesma forma é em relação ao esgoto, pagamos 100%, enquanto Rolim de Moura (RO) paga 42% e Primavera do Leste (MT), 75%.  Que a população continue assinando, para que a prefeita cancele ou no mínimo revise o contrato de concessão”, disse o vereador Leonardo Visera.

Aproveitando o feriado do dia 15 de novembro, a equipe foi a campo novamente. Desta vez, na região do Residencial Sabrina, que engloba os bairros Vila Juliana, Vila América, Sebastião de Matos I e II, Vila Santana, Vila Lobos, Vila Mariana e Umuarama II. Agregando o apoio da voluntária Joelma dos Santos Dias, outras 1,1 mil pessoas assinaram o abaixo-assinado.

No último sábado (18), a coleta aconteceu na rotatória da Avenida das Sibipirunas com a Avenida dos Jequitibás – local em que é realizado a Feira do Primaveras. Na oportunidade, o movimento contou, também, com o apoio das voluntárias Priscila, Eveline e Carol. Mesmo debaixo de sol e forte chuva, mais 1,1 mil pessoas assinaram. Os irmãos e empresários Lúcio e Ronaldo, da Restaurante e Marmitaria Sabor Único, também colaboraram, acolhendo a equipe da chuva.

Por fim, a última coleta realizada até o momento aconteceu na Avenida André Maggi, em frente ao Mercado Compre Bem. Ali, um número expressivo de assinaturas foi alcançado: mais de 1,6 mil assinaturas recolhidas.

Ícaro agradeceu o apoio que recebe nessa causa. “Agradeço todas as pessoas que já assinaram, os voluntários de cada local de coletas, a nossa assessoria, meus pais e os demais vereadores e assessores que nos apoiam. Agradeço, também, as pessoas que, por conta própria, buscaram folhas em nosso gabinete, recolheram assinaturas e nos devolveram”.

“Disponibilizamos essa ferramenta para que a população manifeste a sua insatisfação com a empresa e, principalmente, com os serviços que vêm sendo prestados por ela. Chegamos a 10 mil assinaturas, porém o trabalho não chegou ao fim. Queremos atingir um número muito mais expressivo de assinaturas. Vamos continuar coletando assinaturas em cada canto dessa cidade”, assegurou o vereador autor da petição.

Variação nas Contas

Em todos os pontos de coletas, moradores levaram contas de água para mostrar abusos nos valores cobrados pela concessionária Águas de Sinop. Separamos, aqui, apenas alguns exemplos.

Nesta conta, por exemplo, a conta passou de R$ 53,15 para R$ 442,84, de um mês para outro. Misteriosamente, de 17m³, esse morador passou a consumir 72m³, mesmo garantindo não haver vazamentos. Isso significa que ele passou a consumir 72 mil litros d’água, em apenas um mês. “Esse volume de água representa encher uma caixa de 500 litros por 144 vezes em 30 dias”, alertou Ícaro.

Neste outro exemplo, foi cobrado o valor de R$ 445,76, sendo R$ 206,62 de água, R$ 206,62 de esgoto (diante da cobrança de 100% do valor da água), R$ 23,53 referente à 10ª parcela da ligação do esgoto e o restante de juros e multas. A conta ao lado mostra uma variação de R$ 172,70 para R$ 337,96.

Weslley Mtchaell – Assessor Parlamentar

Enviar mensagem
Precisa de ajuda?
Olá, tenho uma dúvida!